Contrato do Ministério da Defesa do RU adjudicado ao fabricante de pontes amovíveis de instalação

6 Abr 2016

DSB being deployed

DSB being deployed

A WFEL — fabricante de pontes militares amovíveis de instalação rápida — foi selecionada pelo Ministério da Defesa do RU para fornecimento de um primeiro contrato de Programa da Fase de Avaliação, o qual constitui parte da análise para reforçar a capacidade das “Close Support Bridge — CSB“ (Pontes de Assalto) e “General Support Bridge — GSB“ (Pontes de Apoio Geral) presentemente garantida pelo sistema BR90, que se destina a prestar apoio às forças militares do RU até 2040. Um dos objetivos principais deste programa é fornecer capacidade MLC (Classificação de Carga Militar) 100 (para Lagartas) de modo a que as Forças Pesadas do RU possam contar com pontes sem limitações a partir de 2022.

No âmbito deste contrato por dois anos, a WFEL — conjuntamente com a empresa-mãe KMW — irá desenvolver, determinar e comprovar as capacidades dos seus sistemas de pontes amovíveis em função dos requisitos de utilizador do Ministério da Defesa. Para além das já comprovadas capacidades dos sistemas, serão efetuados ensaios exaustivos de esforço e fadiga para verificar as classificações de Carga Militar e vida útil dos diferentes tipos de pontes, o que permitirá que a WFEL inclua Sistemas de Gestão de Fadiga de Pontes atuais e futuros.

As soluções de pontes atualmente disponíveis em armazém fornecidas pela WFEL incluem a “DSB Dry Support Bridge“ (Ponte de Apoio em Seco) (a qual pode ser completamente montada por apenas oito pessoas e um único veículo de montagem em menos de 90 minutos) que será disponibilizada para GSB (Pontes de Apoio Geral) e também a Ponte LEGUAN da KMW (cuja extensão totalmente automática e horizontal proporciona maior sigilo ao perfil baixo durante a montagem em cinco minutos), a qual será adaptada para montagem e desmontagem pelos veículos blindados Titan atualmente utilizados pelo Ministério da Defesa, para (GSB) Pontes de Apoio Geral.

Durante este contrato de dois anos, a WFEL — conjuntamente com a KMW — irá demonstrar as capacidades dos seus sistemas de pontes amovíveis em função dos requisitos de utilizador do Ministério da Defesa, com particular ênfase na capacidade de transporte de carga e durabilidade geral dos sistemas. Também serão avaliadas melhorias ao sistema atual de monitorização de fadiga de pontes, o qual ajuda a determinar o estado das pontes.

O Diretor Executivo da WFEL, Ian Wilson, afirmou “A nossa Ponte de Apoio em Seco é dentro da sua categoria, uma das pontes militares de montagem rápida tecnicamente mais avançadas do mundo. Já foram vendidos mais de 130 sistemas e estão a ser utilizados pelas forças armadas dos EUA, Suíça e Turquia, tendo também sido usados como infraestruturas temporárias no Iraque e Afeganistão. Esta ponte foi desenhada e posta à prova tanto em situações militares como de assistência em caso de catástrofe com cargas de até 120 toneladas.

“O veículo de montagem da Ponte de Apoio em Seco está disponível com escolha de chassi pelo utilizador e a sua adoção este ano pelas Forças de Defesa australianas em chassi integralmente blindado 10 x 10 de Veículos Militares Rheinmetall MAN (RMMV) só reforça o domínio do mercado pela Ponte de Apoio em Seco, melhorando também a compatibilidade do sistema com a atual frota de veículos RMMV do Ministério da Defesa do RU, incluindo a variante HX77, que já tem capacidade para transportar o sistema de pontes da WFEL sem modificação. Esta importante base estabelecida de equipamentos aliada a uma linha de produção completamente operacional, assegura um elevado nível de confiança por parte dos nossos clientes que dispõem de assistência e disponibilidade de peças sobressalentes durante a vida útil.”

As excecionais características de modularidade, interoperabilidade e capacidade de transporte de carga do sistema de ponte LEGUAN, já selecionado por 16 forças armadas, vão perfeitamente ao encontro das necessidades das Pontes de Assalto do RU. Para além da possibilidade primordial de montar uma ponte em quaisquer condições em poucos minutos, o sistema LEGUAN inclui características adicionais para melhorar o seu valor tático tais como, sistemas de visão noturna, telémetro laser, gerador auxiliar e sistema de climatização do compartimento da tripulação.

O sistema LEGUAN pode ser usado em operações militares e de assistência em caso de catástrofe tendo disponível um sistema de monitorização do ciclo de vida e um conjunto de utilidade para civis (que consiste em placas centrais de proteção e corrimãos) para os tipos de ponte MLC80 e MLC100, tanto no comprimento de 26 m como no de 14 m.

O Sr. Ian Wilson acrescentou que “Graças à vasta base de utilizadores destes dois sistemas de pontes e à crescente procura dos mesmos, estamos convencidos que dispomos em armazém de uma solução de baixo risco bastante aproximada às necessidades do RU, o que permitirá prestar apoio à livre movimentação do nosso exército e expandir a sua interoperabilidade com outras nações. Este Programa de Avaliação permite ao Ministério da Defesa reduzir o risco de futuras aquisições de sistemas ou ações de modernização, assim como determinar quais os sistemas de pontes que proporcionam as soluções mais rentáveis. Aguardamos com interesse a apresentação dos resultados que obtivermos na devida altura. “